Comorbidades do autismo

Identificar e tratar os transtornos que se apresentam junto com o autismo é  fundamental para que as intervenções atinjam seus objetivos, pois é  frequente que essas comorbidades sejam mais prejudiciais que o próprio TEA. Um quadro pode agravar o outro e pode inclusive dificultar o diagnóstico de TEA.
70% das crianças  com TEA tem associada 1 comorbidade.
40% podem ter 2 ou mais.
Podem ocorrer 2 a 5 ao mesmo tempo.
.
São comorbidades frequentes:
.
44% dos autistas apresentam Transtorno Déficit Atenção  e Hiperatividade  TDAH. É  uma prevalência  maior que na população geral; Até 5 anos muitas vezes mascara o TEA atrasando o diagnóstico. .

70 a 86% apresentam Deficiência  Intelectual. A DI torna os autistas mais dependentes, incapazes de cuidar de si mesmo necessitando de um apoio muito maior.
.

80% tem problemas de SONO; .

35% tem epilepsia;
.

50% tem transtornos gastrointestinais: dor abdominal, diarreia, obstipação;
Disbiose intestinal, hipermeabilidade intestinal;
Intolerâncias alimentares,  alergias e sensibilidades alimentares
.

80% tem dificuldades alimentares principalmente seletividade alimentar;
.

40 a 50% tem transtornos de linguagem: atraso simples de linguagem ou Apraxia da fala. Quando coexiste Apraxia a dificuldade é  muito maior.
.

70% tem problemas motores: hipotonia, enfraquecimento dos músculos, problemas com coordenação  motora fina, com dificuldades para se vestir, manusear objetos, aversão a escrita;
.

15% tem doenças  genéticas: X frágil, Esclerose tuberosa, S. de William, Síndrome de Rett;
.
30 a 84% tem
Transtornos de ansiedade: Ansiedade de separação, fobias, transtorno de ansiedade generalizada, ansiedade social.