Conjuntivite – Sintomas e tratamento

Conjuntivite é uma doença frequente e extremamente contagiosa.

Cuidados máximos de higiene são importantes para prevenção   e evitar que toda a família se contagie

Conjuntivite- sintomas

Os sintomas da conjuntivite são:

  • olhos vermelhos

  • Lacrimejamento

  • ;Sensação de areia nos olhos;

  • Inchaço nas pálpebras;

  • Secreção espessa, tipo lágrima grossa;

  • Intolerância à luz.

CONTÁGIO:

O virus da conjuntivite não é transmitido pelo ar.

Este vírus  não “pula” de um olho para o outro.

Seu(Sua) filho(a) se contaminou porque levou a mão aos olhos, após ter contato com algum doente ou algum objeto que contivesse o vírus.

Evite que seu(sua) filho(a) propague a conjuntivite tomando alguns cuidados:

  • Separar o travesseiro e trocar fronhas diariamente;

  • Separar o sabonete e fazer uso exclusivo;

  • Lavar o rosto e as mãos e secar com toalhas de papel, ou não compartilhar toalhas de pano;

  • Não coçar os olhos com os dedos. Se tiver que fazê-lo, usar lenços de papel e jogar fora;

  • Evitar levar para ambientes fechados e piscinas;

  • Evitar abraços, beijos e apertos de mão;

  • Limpar com água e sabão os objetos tocados pela criança doente, e desinfetá-los com álcool 70%.

Conjuntivite - Tratamento

Não existe nenhum tratamento específico

A conjuntivite dura de 7 a 10 dias.

O tratamento  procura apenas diminuir os sintomas:

  • Lavar os olhos com água (fervida ou mineral) gelada;

  • Fazer compressas geladas com gaze esterilizada sobre os olhos fechados, seis vezes por dia durante cinco minutos, pois o frio diminui a dor, o inchaço e a coceira;

  • Nos intervalos das compressas, se sentir incômodo, pingar ou banhar os olhos com soro fisiológico gelado.

! Nunca utilize colírios sem orientação médica.

Conjuntivite – sintomas de alarme

Procurar um oftalmologista se:

  • Houver dor constante (habitualmente não há dor, apenas sensação de picadas);

  • Muita sensibilidade à luz e piora na visão;

  • Secreção for amarelada e espessa (indica contaminação bacteriana e necessita receita de colírio antibiótico);

  • Aparecer uma membrana com maior sensação de arranhar.

Mesmo tendo desaparecido os sintomas convém consultar um oftalmologista para avaliar se não restaram sequelas.